SÉRIE OVNI - DAS CONEXÕES
por Lucilla- meridius@superig.com.br

"Acabo de ler o artigo do estimado amigo Shima sobre sua maravilhosa experiência noutras dimensões de atuação em favor da humanidade reencarnada. Isto proporcionou-me ensejo de reflexão sobre as conexões neste sentido, no meu próprio caso.

Faz poucos dias, alguém comentava que, em estado projetivo, muitos se engajam em trabalho de assistência aos reencarnados, nas atividades as mais comezinhas existentes sobre o orbe. Seja em estado solitário de desprendimento, seja em conjunto com amigos que já habitam definitivamente as outras esferas de existência, invisíveis aos nossos olhos, muitos e muitos existem empenhados na grata tarefa de auxílio e de esclarecimento aos que desencarnam, dando por finda mais uma etapa, dos episódios de transição em massa por intermédio das catástrofes até os casos isolados, como o que pude recordar, enquanto lia o texto mencionado acima: numa vivência projetiva, lembro-me com bastante clareza que me achava em trabalho de auxílio a alguém que acabava de passar por terrível acidente de estrada. Pessoas aglomeravam-se em torno, e a tendência de muitos, em meio ao tumulto formado, era tocar e mexer num ferido a quem eu assistia individualmente, dividida em alertá-los para que mantivessem o acidentado na posição em que se achava até a chegada do socorro, e ao mesmo tempo conversar com o homem que, por seu lado, já fazendo a passagem, achava-se mergulhado em estado acentuado de perturbação, sem entender o que estava acontecendo. Recordo-me de ter auxiliado na etapa final de seu desprendimento, instruindo-o para que se mantivesse durante algum tempo imóvel, e deixando-o, enfim, mais reconfortado, aos cuidados de pessoas amáveis que chegaram para complementar o serviço de auxílio.

Estas atividades projetivas recortadas, que compõe todo um mosaico interessante no decorrer dos anos, foram emergindo às minhas lembranças, enquanto lia o artigo do nosso amigo, recordando-me a semelhança de situações, e a forma adorável como as conexões deste mosaico se revelam de maneira peculiar e única, a cada um de nós que nos achamos imbuídos no trabalho mais vasto da consciência, para além do confinamento da percepção no corpo físico.

Lembrei-me da forma maravilhosa como meu Mentor me apareceu pela primeira vez, em estado projetivo de meu corpo físico, ainda na primeira fase da juventude, para alertar-me do trabalho que nos aguardava, em maior importância, num futuro não muito distante que agora se cumpre, com precisão. Já pude narrar esta experiência em outros textos, descrevendo o modo como, surgindo-me um veículo estranho bem acima de nossa residência - na época no Méier, um bairro que considero um Portal de acesso a dimensões superiores, no Rio de Janeiro - sem experimentar temor nenhum, como se já familiarizada com estes acontecimentos, fui teletransportada para dentro deste veículo, através de um foco de luz alaranjado de onde se projetava branda sensação de calor, tendo, então, mantido contato com um homem com quem combinava a recepção de mensagens que seriam muito importantes no decorrer dos meus anos.

Só bem depois, compreendi tratar-se este ser amoroso deste meu mesmo Mentor desencarnado, que com a passagem do tempo voltou a me aparecer um sem número de vezes, sempre com a mesma aparência, e em situações e lugares agradabilíssimos - e de maneira mais intensa após uma espécie de "sinal", a partir do qual ficava assentado que se consolidaria, a partir daquele ano específico, as nossas atividades de maior abrangência neste mundo: uma ocasião em que, respondendo-me de forma direta a uma solicitação mental, em que eu pedia uma confirmação disto que, a cada dia, compreendia mais e mais como "a chegada do momento", apareceu-me, de imediato - o mesmo Caio de tantos anos antes - abraçando-me, amoroso, e, diante do meu espanto maravilhado, elucidando: "Você precisa se acostumar novamente com a minha presença física, minha querida, de que se vê, faz algum tempo, distanciada..."

Foi a partir desta época que, de inopino para um observador leigo, foram se abrindo portas progressivas para o trabalho que vimos realizando através de textos,livros e artigos publicados, e, numa esfera consciencial maior, eventualmente, através dos desprendimentos, no auxílio aos seres que enfrentam situação de transição ou atribulações nos tumultos que vêm agitando o nosso mundo, em ordem crescente.

É sempre útil aos que se engajam nas tarefas sublimes ligadas aos trabalhos mais vastos de socorro à humanidade, em conjunto com os trabalhadores das outras dimensões da vida, exercitarem a percepção destes pontos de conexão entre os fatos que nos são marcantes neste contexto e que, quando vistos de forma isolada, aparentam ser destituídos de sentido por si só - mas que adquirem fabulosa significação em momentos chave, quando alcançamos captar seu domínio mais amplo, numa visão conjunta e reveladora de que não nos achamos por aqui apenas a passeio, ou como vítimas de acontecimentos caóticos; mas, principalmente, para imprimir ao curso dos mesmos, a partir do nosso próprio empenho e parcela de contribuição individual, um destino mais luminoso para aqueles que devem herdar, num amanhã talvez não tão distante, um mundo mais sábio e mais luminoso, na certeza de que, submetidos às Leis Supremas do Amor, nunca ninguém haverá de seguir sozinho na grande jornada rumo ao Infinito...

Com amor,
Lucilla e Caio Fábio Quinto
"Elysium"
http://www.elysium.com.br