PROJETO GAIA 2012 - 4
por Reinaldo Mariano de Brito - reisol777@yahoo.com.br


O CORPO HUMANO


Quando falamos de corpo humano logo nos referimos à nossa estrutura óssea, aos órgãos internos, ao sistema circulatório e a outras partes do corpo físico. È quase impossível imaginar que até a metade da era lemuriana, os seres viviam na Terra em estado etérico. Neste estado, o corpo não tem forma fixa e sua aparência e função mudam com a vontade do ser.
Quando a terra foi materializada, o corpo também entrou num processo de densificação que resultou no corpo físico como o conhecemos.
Esta materialização, como já expliquei anteriormente, não significa que o planeta se tornou materialista, a Terra se tornou um planeta dual, com um mundo com freqüências tridimensionais, com muitas ondas tridimensionais se solidificando. O mundo da terceira dimensão inclui tanto materiais sólidos que podem ser reconhecidos pelos 5 sentidos, quanto ondas tridimensionais que cercam e rodeiam estes materiais. As ondas tridimensionais não materiais não podem ser reconhecidas pelos 5 sentidos.

Por outro lado, a quarta dimensão da Terra é um mundo de ondas não detectáveis pelos nossos sentidos assim como o mundo energético onde as criações das mentes humanas existem e se mesclam.
Após a materialização do planeta, nosso corpo ficou ligado a ambos os mundos pois eles coexistem em dimensões diferentes. Apesar de nosso corpo ser muito mais sólido que antes ainda estamos preparados para comunicações com ondas de terceira e de quarta dimensões e até mesmo de dimensões maiores.
A materialização facilitou muito o crescimento por meio de experiências. Os 5 sentidos ajudaram também a intensificar as experiências num nível muito maior do que no estado anterior. As emoções surgiram, tais como a tristeza e a angústia, também não detectáveis ao corpo etérico. As dores foram talvez, o maior sofrimento ao corpo físico. Graças a este processo também, o corpo etérico pode ficar na mesma condição por um tempo indefinido enquanto o corpo material recebia as impressões através da varias vidas vividas.

Embora o corpo produza constantemente células para manter a mesma forma original, as células novas podem ser ligeiramente diferentes das originais ou até mesmo degeneradas. Por isto à medida que o tempo passa os órgãos vão ficando mais fracos ou se paralisam. E é por isto que foi necessário passarmos sempre a cada encarnação pelos processos de criação – nascimento, deterioração – envelhecimento, disfuncional – doença e interrupções de sinais – morte.
Até hoje, a duração da vida esta diretamente ligada ao estado de materialização. Embora com o avanço da medicina tenha aumentado, a longevidade apresentou um declínio ao longo da história da Terra. Quanto mais sólido ficamos, menos flexíveis e menos tempo de vida.

No inicio da materialização, a expectativa de vida era em média mais de mil anos. A materialização nos fez perder também a memória de quem realmente somos, o que já fizemos e de nossos conhecimentos. Esta é uma característica de nosso planeta. Esta falta de memória nos ajuda a viver varias vidas e aprender cada vez mais e termos novas experiências através de nossos 5 sentidos, esse tivéssemos o conhecimento do passado com certeza iria atrapalhar na captação de novos conhecimentos.
Toda informação espiritual e conhecimento universal é conhecida pelos seres fora do planeta. A nós foi necessário ser desta maneira pois aqui reside inúmeros seres de varias partes do universo e com a materialização estamos todos no mesmo nível e aparentemente somos todos terráqueos.
A materialização fez também aparecer as mentiras e a hipocrisia que antes não existia pois no mundo etérico podiam saber tudo sobre os outros através da telepatia.
O corpo humano na verdade não passa de um disfarce para o corpo integral. Por detrás dele pode haver um ser totalmente diferente do que conheçamos atualmente. Podemos dizer que estamos disfarçados de seres humanos.


ESTRUTURA MULTIDIMENSIONAL

Temos dois corpos, um material e outro espiritual e são ligados através dos chacras. No nascimento é comum todos os chacras estarem abertos, mas com o passar do tempo isto se modifica, e esta comunicação entre eles muitas vezes é dificultada de veras maneiras. As pessoas com os chacras abertos tem outro sentido que se chama o sexto sentido.
Poucas pessoas podem enxergar a aura em torno do corpo físico a energia à volta dos objetos e sentir o movimento sutil da própria energia.
A energia humana consiste em sete ou mais camadas com diferentes freqüências vibracionais. Por causa desta distinção de freqüências, o corpo físico sobrepõe diferentes camadas de aura no mesmo espaço. Cada camada de aura difere não apenas na freqüência, mas também no alcance, formato e na função. Cada camada se relaciona com uma função especifica e a cada chácara. As três primeiras camadas estão ligadas às energias tridimensionais e as três ultimas às quadridimensionais. As camadas superiores influenciam as inferiores mas ao contrario não.
Os registros do passado do espírito estão nas sétima camada. Toda alma armazena seus registros pessoais no corpo energético. Existem outras camadas mas já não pertencentes à nossa dimensão. E em via de regra, a maioria das pessoas não ultrapassa a terceira camada aqui na Terra, ou seja, são poucas pessoas que desenvolvem os chacras superiores justamente por causa do apego à matéria.


FLEXIBILIDADE

Apesar do confinamento dentro de um corpo, ainda temos certa flexibilidade. A energia que nos cerca exerce grande influência sobre o corpo mas ela pode ser controlada pela mente humana. O corpo humano é muito influenciável pela mente, portanto se soubermos usá-la, teremos ótimos efeitos no corpo. Uma prova disto são os exemplos de distúrbios da personalidade múltipla onde um individuo pode assumir varias características diferentes, com ondas cerebrais e padrões também de circulação diferentes. Andar sobre brasa, imersão em gelo, etc... são exemplos de controle da mente sobre o corpo.
Nossas vidas passadas podem nos trazer experiências ocultas sobre nosso controle sobre as energias. A mente pode ser controlada pela vontade e pensamentos mas em muitos casos está além de nosso controle, pois temos em nós gravados as sensações passadas e mesmo sem saber podemos ter reações ligadas a elas. A mente permite ao espírito que controle ou converta energia, o que explica por que as pessoas ou purificam ou contaminam o mundo energético quadridimensional sem perceber o que estão fazendo. (Por esta razão escrevi em alguns artigos a expressão “Orai e Vigiai”).

Tudo que imaginamos ou visualizamos se configura dessa maneira no mundo energético e criam as formas-pensamento que consistem num fator importante para a contaminação da Terra. Nossa mente nos permite focar qualquer freqüência e isto torna possível a comunicação mental com ondas ou seres de qualquer freqüência.
Como atualmente muitas informações são equivocadas, fica difícil se manter um contato com a freqüência correta que se quer. Quando acontece algo que desejamos muito, isto significa que conseguimos deslocar energias e forças suficientes para o acontecimento deste fato independente de nossa realidade. Alias, nossa realidade é um assunto que daria algumas paginas, pois vivemos muitas coisas irreais por conta de nós mesmos, mas quanto mais se aproximamos da realidade espiritual, do conhecimento das dimensões e do universo, mas deixamos para trás a materialidade que tanto tem nos atrasado. A mente só pode manifestar criações na terceira e quarta dimensões.

Continua.....

Pesquisa no Livro Projeto GAIA 2012
Hwee-Yong Jang

Muita proteção e luz a todos!!!

Grande abraço,
EU SOU O EU SOU
Namastê
30/05/09
SOL777

1